30 março 2006

Cabelo à foda-se

(finalmente consegui escrever "foda-se" no blog!)

Vê-se por aí muita gente com cabelo à foda-se. Ouço falar em cabelo à foda-se há imenso tempo, mas nunca pensei a sério no significado desta expressão.

Sempre pensei que o cabelo à foda-se fosse aquele corte de cabelo que se eu me visse ao espelho com um corte daqueles só conseguia dizer "Foda-se!". Mas não! Explicaram-me a teoria (obrigado Lília!) e eu já percebi!

O corte à foda-se é aquele corte com uma franja grande ao ponto de tapar parcialmente um olho (tipo cão de água, mas só num olho). Vai daí, o beto (espécie que frequentemente manifesta este tipo de deformação capilar), tem a cabeça sempre ligeiramente torta, por causa do peso da franja e para conseguir olhar em frente sem o cabelo a estorvar. Além dos óbvios problemas de coluna (e eventual estrabismo) que estes cortes possam provocar no longo prazo, sempre que o beto sente a visão limitada pelo cabelo tem de fazer um jeito com a cabeça para afastar a franja dos olhos. E é esta a origem do nome do corte: sempre que o beto faz o tal trejeito, ocorre-lhe "foda-se, lá tá o cabelo outra vez a estorvar". "Corte à foda-se" é a abreviatura disto.

4 comentários:

TaniaRocha disse...

Curioso, curioso... Nunca tinha pensado nisso. Sei, isso sim, o que é um "penteado do caralho" (a minha vez de escrever "caralho" num comentário!). A espécie "beto" também sofre por vezes desta deformação capilar. Consiste no famoso corte "à tigela", variante longa, em exemplares masculinos de beto com cabelo liso e pesado. Que, obviamente, tem tendência a dividir ao meio, de modo que a cabeça e o seu cabelo formam um desenho sugestivo do nome. Ou seja, parecido com o "cabelo à foda-se", mas com risca ao meio.

Lilith disse...

LOL! Nada mais a dizer xD

Cláudio disse...

Eu ja tive cabelo a foda-se! Haha.

Anónimo disse...

Também existe outro corte, "cabelo à paulo bento"